batman escort kusadasi escort nevsehir escort mus escort denizli escort amasya escort erzurum escort erzurum escort manisa escort manisa escort kutahya escort kutahya escort afyon escort afyon escort yalova escort yalova escort canakkale escort canakkale escort elazig escort elazig escort isparta escort isparta escort diyarbakir escort diyarbakir escort sivas escort
FIJJD - FIJJD

download theme

Bonus for new user http://bet365.artbetting.gr 100% bonus by bet365.

bet365.artbetting.co.uk

FIJJD

ptenes
A+ A A-

Ranking 2020/2021 e Protocolo para reabertura das academias de jiu jitsu

  • Acessos: 113

 Senhores professores e atletas, as competições este ano de 2020 foram interrompidas no início da temporada, acreditamos na possibilidade de ainda realizarmos alguns eventos este ano, porem ainda não temos nada definido, diante desta situação a FIJJD e suas federações filiadas resolveram que a temporada do Ranking 2020 e 2021 serão juntos, com isso os atletas e equipes que pontuaram em 2020 os pontos continuaram e serão somados com a temporada de 2021, assim como as cidades que tem evento agendado para 2020 terão a mesma data agendada para o ano de 2021. Obs. Caso a cidade não tenha interesse em realizar o evento em 2021 deverá informa a Federação o cancelamento do evento.

 

 

A imagem pode conter: texto

Nenhuma descrição de foto disponível.

A imagem pode conter: texto

Nenhuma descrição de foto disponível.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Nenhuma descrição de foto disponível.

 

A imagem pode conter: texto

 

A imagem pode conter: texto

Nenhuma descrição de foto disponível.

Nenhuma descrição de foto disponível.

A imagem pode conter: texto

Nenhuma descrição de foto disponível.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Nenhuma descrição de foto disponível.

A imagem pode conter: texto

Nenhuma descrição de foto disponível.

Nenhuma descrição de foto disponível.

 

 

Protocolo para reabertura

das Academias de Jiu-Jitsu

PÓS COVID-19

“Orientações gerais para gestores, técnicos,

atletas e praticantes de Jiu-Jitsu”.

 

 

Tópicos:

O retorno seguro e responsável

Fase 1 a 5

Limpeza geral da academia

Desinfetantes

Medidas operacionais preventivas

Orientações específicas aos praticantes

Considerações finais

Referências

 

 

 

O retorno seguro e responsável:

 

Sugerimos que todas ACADEMIAS sigam estes

procedimentos de segurança durante as 8 (oito)

primeiras semanas, a partir do momento em que os

órgãos públicos autorizarem a sua reabertura, a fim

de reduzir o risco de contaminação do COVID-19

dentro de suas unidades. APÓS ESSE PERÍODO,

É POSSÍVEL VOLTAR À NORMALIDADE.

Esse material foi construído seguindo as

orientações e as informações dos órgãos

públicos,tais como Organização Mundial

da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde.

                  

FASE 1:

Início: Imediatamente após o poder público permitir o reinício das atividades.

Duração: 2 semanas.

Faixa etária: entre 15 a 29 anos de idade.

Tipo de treinamento recomendado:

a)treino técnico e condicionamento físico individual, respeitando os critérios de higiene entre os participantes, sendo 1 praticante para cada 4m2.

b)Aulas teóricas expositivas, com temas relacionados ao jiu-jitsu (história,filosofia e aspectos técnicos e estratégicos).

 

Obs: Uso de máscara é fortemente recomendado

                  

                 FASE 2:

Início: Após o término da fase 1, ou duas semanas após a permissão concedida pelos órgãos públicos de saúde.

Duração: 2 semanas

Faixa etária: entre 6 a 29 anos.

Orientações gerais para o treinamento:

Intensidade leve, enfatizando técnico tático / lúdico, podendo ser em duplas de praticantes fixas. As duplas deverão exercitar-se juntos durante toda a fase 2, para a parte técnica.

Para isso, deve-se recomendar os critérios para formação de duplas:

1. Irmãos / pessoas que se deslocam juntas ao treinamento.

2. Que residem no mesmo bairro.

3. Que estudam na mesma escola/ universidade / empresa.

4. Que tenham massa corporal semelhante.

 

Obs: O uso de máscara é fortemente recomendado para atletas e técnicos.

 

 

                 FASE 3:

Início: Após o término da fase 2, ou quatro semanas após a permissão concedida pelos órgãos públicos de saúde.

Duração: 2 semanas

Faixa etária: de 4 a 50 anos.

Orientações gerais para o treinamento:

a) Treinamento leve e técnico para as faixas etárias que estão iniciando na fase 2 e 3.

b) Treinamento de intensidade moderada para os participantes da fase 1.

 

Obs: Uso de máscara é recomendado

 

 

                   FASE 4:

Início: Após o término da fase 3, ou seis semanas após a permissão

concedida pelos órgãos públicos de saúde.

Duração: Período indeterminado, conforme órgãos de saúde.

Faixa etária: livre.

Orientações gerais para o treinamento:

Intensidade leve para os iniciantes da fase 4;

Intensidade moderada para os iniciantes da fase 2 e 3;

Intensidade livre para os que iniciaram na fase 1.

Recomendação especial:

Atenção aos másters com +60 anos que apresentam comorbidades,

como: diabetes, hipertensão, obesidade e asma.

 

             FASE 5:

Início: Após o término da fase 4, ou oito semanas

após a liberação das atividades pelos órgãos públicos.

Reinício dos torneios amistosos e festivais,

porém com extrema atenção as novas

recomendações para aglomeração de público

e quantidade de atletas.

Consideração para a melhora visível de

qualidade de higiene de vestiários,

arquibancadas e demais áreas de lutas.

 

 

Limpeza geral da academia

Limpeza: Refere-se ao ato de limpar as sujidades maiores

e visíveis, como poeira.

Desinfecção: Refere-se ao ato de utilizar desinfetantes

para eliminação de microorganismos. Atenção: Existem várias

marcas, atente-se as instruções do fabricante para o uso correto,

principalmente na diluição e tempo de contato para desinfecção.

Exemplos de agentes desinfetantes:

desinfetantes de uso geral. Exemplos: cloreto de benzalcônio,

água sanitária entre 2 a 2,5% na diluição desejada para o tipo de

desinfecção e material. Atenção ao tópico desinfetantes

 

 

 

Desinfetantes:

desinfetantes aprovados pela nota técnica 34/2020

  1. Hipoclorito de sódio ou cálcio, na concentração de 0.5%

(atenção a água sanitária, geralmente encontrada na concentração entre 2% a 2,5%). Para atender a concentração correta, diluir 50mL para 1 L de água.

  1. Alvejantes contendo hipoclorito (de sódio, de cálcio).
  2. Peróxido de hidrogênio 0.5%
  3. Ácido peracético 0,5%
  4. Quaternários de amônio, por exemplo, o Cloreto de Benzalcônio 0.05%4
  5. Desinfetantes com ação virucida Ex: Lysoform®

Atenção: TODOS os produtos devem estar na DILUIÇÃO correta e TEMPO deação para a desinfecção de superfícies ou das mãos e pés! LEIAM as recomendações do fabricante e ou da FISPQ.

 

 

LIMPEZA GERAL DA ACADEMIA

1. Disponibilizar recipientes com álcool em gel a 70% para uso dos

judokas, acompanhantes e colaboradores em todas as áreas da academia (recepção, dojo e vestiários, etc).

2. Antes e após as aulas o dojo deverá ser limpo com agente

desinfetante, incluindo vestiários e banheiros. Os panos utilizados

deverão ser lavados com água e sabão.

3. Posicionar kits de limpeza em pontos estratégicos nas áreas do

dojo, bem como áreas de condicionamento físico, contendo toalhas de

papel ou qualquer pano, além de produto específico de higienização

para que os alunos/ atletas possam usar nos equipamentos de treino.

4. Imediatamente antes de subir no Tatami, deve-se: lavar com água e

sabão os pés e/ou higienizar as mãos e as solas dos pés com álcool

70%.

Obs: No mesmo local, deve haver orientação para descarte imediato

das toalhas de papel.

 

 

 

Medidas operacionais preventivas:

1. RECOMENDA-SE MEDIR COM TERMÔMETRO DO TIPO

ELETRÔNICO À DISTÂNCIA A TEMPERATURA DE TODOS OS

ENTRANTES.

Obs: Caso seja apontada uma temperatura superior a 37,5°C,

recomenda-se não autorizar a entrada da pessoa no dojo, incluindo

alunos/atletas, colaboradores e terceirizados.

 

 

 

Medidas operacionais preventivas:

2. Se algum colaborador apresentar febre alta junto com algum outro sintoma

de COVID-19, informar imediatamente à gerência local.

3. Limitar a quantidade de clientes que entram no dojo (Academia): ocupação

simultânea de 1 pessoa a cada 4 m² (áreas de treino, recepção e vestiário)

4. Delimitar com fita ou a faixa o espaço em que cada atleta ou dupla (FASE

2) deverá se exercitar no dojo, bem como demarcação para os

acompanhantes, respeitando 1,5 m de distância do outro.

 

 

 

Medidas operacionais preventivas:

5. Liberar a saída de água no bebedouro somente para uso de garrafas

individuais.

6. Renovar todo o ar ambiente, por ventilação cruzada e abundante.

Quando existir ar condicionado, deverá estar de acordo com a exigência da legislação (pelo menos, 7 vezes por hora), e fazer a troca dos filtros ar, no mínimo 1 vez por mês, usando pastilhas adequadas para higienização nas bandejas do aparelho.

7. Comunicar para clientes trazerem suas próprias toalhas para ajudar na

manutenção da higiene pessoal.

Medidas operacionais preventivas:

8. Expor aos alunos / atletas todos os manuais de orientação que

possam ajudar a combater a contaminação do COVID-19.

9. Capacitar todos os colaboradores em como orientar os

frequentadores sobre as medidas de prevenção.

10. Recomenda-se a que os alunos já cheguem de kimono, afim de

evitar aglomeração nos vestiários.

 

 

 

Medidas operacionais preventivas:

USO OBRIGATÓRIO DE EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO

INDIVIDUAL:

MÁSCARAS e luvas para o staff e funcionários que trabalham

no ambiente.

É obrigatório que o sensei / professores estejam protegido com

máscara, por justamente ter contato com muitas pessoas.

Devem ser seguidas todas as orientações da Organização

Mundial de Saúde para uso desse equipamento.

 

 

 

Orientações específicas aos jiujiteiros

1. Medirem em casa sua temperatura (em

repouso). Não comparecer ao treinamentos se

a temperatura estiver superior a 37,0º C.

2. Caso tenha sintomas como tosse e

indisposição, não devem comparecer ao

treinamento.

3. Lavar seu kimono diariamente.

4. Limpeza das mãos com álcool gel 70%

antes de entrar no academia.

 

 

Orientações específicas aos jiujiteiros

 

5. Uso obrigatório de chinelo

  1. Uso de garrafa de água individual

7. Até o término da FASE 4, fica proibido a prática de perda de peso seja por desidratação ou restrição calórica.

 

8. Evite o uso do vestiário, chegue ao treinamento de kimono.

 

 

 

 

Orientações específicas aos jiujiteiros

É fortemente recomendado:

a) atualização da carteira de vacinação.

b) Hidratação pré treino, durante treino e pós treino

c) Alimentação saudável

d) Repouso (sono) adequado.

e) Supervisão destes parâmetros pelo técnico responsável / sensei em súmula detalhada item por item e, verificação pelo responsável.

 

 

 

 

Considerações finais

Todas essas ações MINIMIZAM a possibilidade de doenças

infectocontagiosas, permitindo com que toda a comunidade do

judô volte a se encontrar, de uma forma diferente, porém com

princípios de higiene e limpeza mais bem desenvolvidos.

Tais ações, permitirão que aqueles sensei que tanto estimamos,

geralmente já pertencente no grupo mais vulnerável, esteja ao

nosso lado compartilhando seus conhecimentos, e dando

exemplo de coragem e serenidade.

 

 

 

 

 

 

Referências:

https://www.cdc.gov/coronavirus/

https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/prevent-getting-sick/cleaningdisinfection.

html?CDC_AA_refVal=https%3A%2F%2Fwww.cdc.gov%2Fcoronavirus%

2F2019-ncov%2Fprepare%2Fcleaning-disinfection.html

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5343532/

https://www.teamusa.org/USA-Judo/Go/2020/USA-Judo-Coronavirus-Update

https://www.teamusa.org/Coronavirus-Updates

file:///C:/Users/User/Downloads/USOPC%20Coronavirus%20Update_040320.pdf

Nota técnica ANVISA 34/2020

Cartilha com Orientações de Reabertura das Academias – ACAD Brasil / CREF-SP